HThe
Hm

Notícias na Florêncio de Abreu

Listando: 1 à 5 de 1273
Na contramão do mercado, Apple deve fugir do metaverso

Segundo a Bloomberg, os novos óculos da empresa serão voltados a períodos curtos de comunicação, visualização de conteúdo e jogos, em vez de transportar totalmente as pessoas para universos virtuais

O ano de 2022 começa com altas expectativas em torno da Apple, que atingiu US$ 3 trilhões em avaliação de mercado na semana passada: é esperado que, neste ano, a dona do iPhone anuncie um óculos de realidade virtual e aumentada. Porém, apesar da aposta na tecnologia imersiva, a empresa não seguirá o conceito de metaverso, segundo a agência de notícias Bloomberg.

O metaverso pretende simular universos em ambientes digitais a partir do uso de realidade virtual e aumentada - a ideia ganhou visibilidade global após o Facebook mudar seu nome corporativo para Meta, em outubro do ano passado, de olho em projetos na área.

De acordo com a Bloomberg, a Apple deve seguir um caminho diferente da companhia de Mark Zuckerberg: o foco dos novos óculos seria períodos curtos de comunicação, visualização de conteúdo e jogos, em vez de transportar totalmente as pessoas para universos virtuais. Assim, o aparelho seria voltado a usos pontuais, e não para o dia todo.

Rumores apontam que os óculos da Apple serão anunciados ainda neste ano. É esperado que o aparelho tenha três monitores e custe cerca de US$ 3 mil. Especialistas consideram crucial o lançamento do produto para que investidores sigam acreditando no ritmo de crescimento da Apple - o último grande lançamento da empresa foi o Apple Watch, em 2015.

(Fonte: Redação Link - Estadão) - 10/01/2022
iPhone SE 5G deve chegar até abril com chip novo e design antigo

Próxima geração do iPhone SE tende a trazer melhorias na ficha técnica, como o suporte ao 5G, e a manter o visual do iPhone 8

O ano mal começou e alguns planos da Apple para 2022 já vieram a público. É o que conta Mark Gurman na newsletter Power On neste domingo (9): a companhia pretende realizar um evento até abril. A aposta é de que a conferência seja palco de um novo iPhone SE com 5G e melhorias na ficha técnica, mas ainda com o visual antigo.



Próximo iPhone SE tende a manter o visual da geração atual e deve chegar em breve
Foto: Divulgação/Apple / Tecnoblog

Os detalhes partiram da newsletter dominical da Bloomberg. De acordo com pessoas a par do assunto, a Apple já está se preparando para o seu próximo lançamento ao público, que acontecerá em março ou abril. Além disso, espera-se que a conferência seja realizada virtualmente, assim como nos últimos eventos desde 2020.

Uma das expectativa para a ocasião se concentra em uma nova geração do iPhone SE. É esperado que o celular mantenha o mesmo design da geração atual, ou seja, similar ao iPhone 8. As diferenças ficariam na parte de dentro, já que o smartphone tende a receber um novo processador e 5G, aproximando-o do iPhone 13.

iPhone SE pode ter suporte ao 5G e visual do iPhone 8
A aposta da Bloomberg dá sequência a outros rumores sobre o telefone. Em março de 2021, Ming-Chi Kuo, conhecido pela suas previsões sobre lançamentos da Apple, afirmou que o novo iPhone SE seria anunciado em 2022. O analista também revelou que o visual do iPhone 8 poderia ser mantido na próxima geração do celular.

Em abril, foi a vez do analista Ross Young revelar que o smartphone manteria a tela LCD de 4,7 polegadas. Depois, em junho de 2021, Kuo reiterou que a nova geração seria o celular mais barato da Apple com 5G. A apostas de uma atualização da linha em 2022 também partiram do periódico Nikkei em julho.

Gurman também falou sobre a próxima edição da WWDC, que deve acontecer em junho. Segundo a publicação, a Apple deve apresentar o iOS 16 (codinome Sydney), watchOS (Kincaid), macOS 13 (Rome) e tvOS 16 (Paris) na ocasião. Mas o evento para desenvolvedores ainda deve permanecer no modelo virtual adotado há dois anos.

Os novos recursos dos sistemas, no entanto, permanecem no mistério.

Microsoft junta-se ao Google, Amazon e outros e cancela participação na CES

A Microsoft informou que não participará da Consumer Electronics Show (CES) 2022, em Las Vegas, juntando-se a uma lista de empresas que optaram por não ter presença física no evento do próximo mês, preocupadas com a rápida disseminação da variante Ômicron do coronavírus.

A gigante norte-americana do software acrescentou que continuará a participar da CES remotamente, de acordo com um comunicado enviado por e-mail.

Várias outras empresas, incluindo a fabricante de automóveis General Motors, a Google e sua empresa de tecnologia automotiva autônoma Waymo, Meta, Twitter, Lenovo, AT&T e a Amazon cancelaram os planos de participação presencial no início desta semana.

Funcionários do CES disseram na quinta-feira que o evento ainda será realizado presencialmente de 5 a 8 de janeiro com "fortes medidas de segurança em vigor", que incluem requisitos de vacinação, mascaramento e disponibilidade de testes Covid-19.

(Fonte: Vishal Vivek - Reuters) - 27/12/2021
Carrinhos elétricos sem motorista

Veículo de Trânsito Pessoal

Uma experiência nova é aguardada por dezenas de milhares de pessoas, enquanto outras centenas de pessoas já tiveram a oportunidade de vivenciar. Eu estou falando dos táxis robôs, veículos autônomos que estão sendo testados com diversas pessoas com um feedback bastante representativo da população em geral. Para isso, a escolha dos sortudos conta com a diversidade de gênero, pois tudo que envolve transporte e segurança e muito complexo. Isso envolve segurança física, além da proteção nas estradas, é claro. É uma grande aposta para o transporte urbano e como não necessita de um humano na direção, os testes são fundamentais e levam tempo.


Foto: Divulgação

Tudo isso está em processo há mais de anos, com o intuito de levar a gente um dia da casa para o metrô e o escritório. Um carrinho elétrico com lugar para 5 pessoas. Tudo para otimizar o trânsito e tirar os carros dos centros das grandes metrópoles. Nada de substituir metrô e ônibus, que são as artérias urbanas. Mas o VTP – o Veículo de Trânsito Pessoal será então o vaso capilar nas áreas como os centros de cidades. Paradas estratégicas como prédios públicos e universidades. Geralmente a capacidade é de 500kg e a velocidade média de 40km/h. Ao contrário dos táxis comuns, a solicitação do serviço é feita por meio de um dispositivo. Várias empresas se interessam nos testes, pois a redução de custos é garantida. A mobilidade urbana vai se remodelar como tudo no mundo. É torcer para que ela venha com segurança.

Menina cria circuito robótico para proteger idosos

Iniciativa de Luisa Noronha, de 11 anos, visa diminuir a incidência de acidentes domésticos

Até então considerado um país majoritariamente jovem, o Brasil vem apresentando uma mudança de números nos últimos anos: de acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil tinha, em 2016, a quinta maior população idosa do mundo, e em 2030 a expectativa é que o número de idosos ultrapasse o total de crianças entre zero e 14 anos. Entre essa população, mais de 4 milhões de idosos vivem sozinhos no Brasil, aumentando os riscos de acidentes domésticos e acentuando a falta de assistência social especializada, especialmente durante o isolamento social da Covid-19. Pensando nisso, Luisa Noronha, aluna de 11 anos da escola de tecnologia e robótica codeBuddy, criou um projeto para ajudar pessoas idosas ou com deficiência que moram sozinhas e precisam de assistência cotidiana.

“Se a pessoa esqueceu o fogão ligado em casa, por exemplo, o circuito que eu criei vai avisar se existe variação de temperatura ou fumaça e apitar. Como ele tem um painel, uma pessoa surda consegue ver pela letra exibida na tela, e quem não enxerga consegue saber as variações de temperatura pelos sons que são emitidos”, explicou Luisa, que pensou em ajudar pessoas que precisam de qualquer tipo de assistência a viver de maneira segura e independente.

“Esse projeto vai ajudar muitas pessoas a evitar acidentes domésticos, por exemplo, seja ela idosa ou com alguma limitação. Nem sempre quando você mora sozinho você consegue dar conta de tudo, e esse circuito vai te ajudar nisso”, completou a jovem.


Luisa Noronha, aluna da CodeBuddy
Foto: Reprodução/CodeBuddy

Luisa foi uma das vencedoras da edição 2020 do concurso cultural da escola, chamado #ChangeTheWorld. A garota é uma das alunas da codeBuddy Cidade Nova, em Minas Gerais, desde 2017 e atualmente está se aprimorando ainda mais, participando do curso Mundo dos Games.

Crianças que têm contato desde cedo com o mundo da programação e a tecnologia integrada apresentam maior autonomia de pensamento e são mais criativas na hora de pensar em como interagir com o mundo a sua volta. A escola de tecnologia e robótica codebuddy criou uma série de cursos que lidam com tecnologias interessantes para crianças de 7 a 16 anos, promovendo o conhecimento a partir de um ambiente lúdico.

Os cursos da codeBuddy desenvolvem habilidades como desenvolvimento lógico, autonomia, senso crítico, uso intuitivo da tecnologia e visão empreendedora. A escola é a única instituição brasileira que possui a chancela do D1 Institute, entidade associada ao Fórum Econômico Mundial.

Em outubro, a codeBuddy aumenta seu portfólio e lança um curso rápido chamado ‘Wayfinding: Reprogramando o Futuro’, que consiste em uma imersão para ajudar que crianças e jovens descubram seus talentos e interesses e consigam criar projetos de interesse social e pessoal. A empresa incentiva uma educação personalizada e digitalizada, preparando os alunos para encontrar soluções criativas para problemas cotidianos.

Entre os demais cursos da escola de tecnologia para crianças e jovens, estão aprendizados de como construir games 2-D, conceitos de programação a partir do Minecraft, gravação de imagens e vídeos no Youtube e workshops voltados para a eletrônica e modificação de ambientes.

(Fonte: FF) - 29/11/2021
Listando: 5 de 1273

Anuncie

Sobre o Portal da Florêncio de Abreu

O Portal da Florêncio de Abreu foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua Florêncio de Abreu no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área de ferramentas e ferragens.